Notícia

Advogado Ícaro Ivvin esclarece discussão com mulher motorista de aplicativo; "fui insultado e ameaçado"

Ícaro Ivvin estava acompanhado da namorada, fato não relatado no vídeo da motorista de aplicativo
Advogado Ícaro Ivvin esclarece discussão com mulher motorista de aplicativo; "fui insultado e ameaçado" Advogado Ícaro Ivvin esclarece discussão com mulher motorista de aplicativo; "fui insultado e ameaçado"

O advogado Ícaro Ivvin também utilizou sua conta no Instagram para responder à motorista de aplicativo, Beatriz Vidal. "Não é do meu feitio utilizar redes sociais para me referir à minha pessoal. Mas venho a público, agora, para esclarecer um fato ocorrido durante uma viagem de Uber. Uma situação que veio a público de forma distorcida e errada e eu gostaria de relatar o grave acontecimento que ocorreu", argumenta.

"Na sexta-feira eu deixei o carro na casa dos meus pais. Eu e minha namorada utilizamos de um Uber para nos deslocarmos até a residência dos meus pais. Ao chegar, percebi que minha carteira não estava comigo. Assim que percebi, fiz o procedimento de comunicar à empresa. Eu liguei 17 vezes para a motorista. Nas duas primeiras vezes a chamada foi até o final e caiu. Depois continuei ligando. Minha namorada, Natália, enviou emails para o Uber, comunicando o ocorrido. Contactamos com amigos que fazem Uber em Feira de Santana para tentar contato com a motorista", relata.

"Na carteira ficaram meus documentos, cartões, inclusive que passa sem senha, e cerca de R$ 500 reais em espécie. Fizemos todos os procedimentos. Nada conseguimos. Então, diante dessa dificuldade de contato, conseguimos o telefone e endereço da motorista. Fomos eu e minha namorada até a casa dela. Vimos o carro. As luzes da casa estavam acesas, inclusive a porta estava fechada, mas as janelas abertas. Ato contínuo, chamei por cerca de 40min. Natália, então, se dirigiu até a casa de vizinhos", diz Ícaro.

A nemorada do advogado, neste momento do vídeo, faz seu relato. "Uma vizinha disse que só a conheciam de vista, e que não tinha contatos para poder ligar", afirma. Ícaro prossegue: "Ela recomendou que insistíssemos tentando contato, porque poderia ter alguém em casa. Então eu vi os interruptores, apertei um deles e luzes foram desligadas. Logo em seguida, uma outra vizinha saiu. Eu estava fora do carro já muito preocupado, porque a pessoa tinha deixado o carro em casa e não mantinha contato. A vizinha, então, disse que manteve contato com ela e que estava vindo. Aí chegou a senhora Betriz Vidal, a motorista do Uber. Totalmente desequilibrada, desceu do carro e me chamou de 'advogadozinho de merda', idiota, e disse que eu iria ver com quem estava lidando e que aquilo não ficaria por isso mesmo", prossegue Ícaro. 

"Eu disse que só queria minha carteira. Ela disse que eu deveria ter acionado a empresa Uber. Eu avisei que tínhamos feito isso. Até a chave do meu apartamento estava ali, dentro da carteira. Ela continuou xingando e disse que só abriria o portão quando um amigo dela, da Polícia, chegasse. Não demorou 3 minutos e uma viatura da Polícia chegou. Foram hiper educados e me questionaram sobre o corrido. Eu expliquei que havia perdido minha carteira dentro do carro do Uber e não estávamos conseguindo contato com a motorista. Perguntaram como eu havia conseguido contato e endereço da motorista, eu expliquei, inclusive para vizinhos, que devido à minha profissão consegui, mas não quis entrar em detalhes", diz o advogado.

"O portão da casa foi aberto e os policiais e os dois homens que a acompanhavam entraram e esses me ofenderam e diziam que eu não sabia com quem estava lidando. Eu ainda tentei entrar para acompanhar um policial, mas ela impediu minha entrada. O policial, então, mandou que eu entrasse para verificar se a carteira estava mesmo no carro. A carteira foi achada e o policial pediu que eu conferisse se estava tudo certo. Ela continuou me ofendendo. Eu sugeri que iria à delegacia para esclarecer tudo. Aí me ameaçaram de todo tipo de coisa. Um dos homens que a acompanhavam parou em frente a mim com olhar ameaçador e eu questionei se ele iria me agredir na frente da Polícia", salienta.

Nesse momento, segundo Ícaro, a irmã da motorista, identificada como Betina Vidal, se dirigiu a ele e disse: "Ícaro, eu te conheço. Fui sua aluna. Sei que você não imaginava que estava lidando com gente de bem". "Então eu disse que não estava entendendo o escândalo. Ela pediu que deixasse tudo pra lá. Agradeci aos policiais e saímos, eu e minha namorada, achando que tudo estava resolvido", relata Ícaro.

"Mas, ontem à noite, estava na casa de amigos, jantando, quando fui surpreendido pelo vídeo da motorista de Uber, enviado por amigos meus, com ela me difamando, afirmando que eu fui lá e fiz isso, e fiz aquilo, se vitimizando, diante da situação de eu ter ido à casa dela apenas buscar minha carteira. Decidi procurar a Polícia. Inclusive, ela mostra no vídeo apenas o momento em que eu estou sozinho na frente da casa. Minha namorada estava ali, também, mas não foi mostrada no vídeo, bem como não mostraram o momento em que ela chega, agressiva, e os homens que estavam com ela me ameaçando. Se faz necessário este esclarecimento porque na sociedade de hoje as pessoas fazem de tudo para destruir o nome das outras. A providência e a justiça já estão sendo tomadas", avisa Ícaro.

Ainda segundo a namorada do advogado, em nehum momento partiram palavras agressivas do casal em direção à motorista de aplicativo. "Ela, sim, que desde que chegou ao local já foi com agressões verbais e insultos", pondera.

Ao final do vídeo, mostrando muita segurança na argumentação, o advogado Ícaro Ivvin mostra um documento emitido pela empresa de aplicativo e afirma que vai, também, apresentar vídeos que comprovam sua versão.

 

 

Comentários (7)

Esse advogado é aquele acusado de abuso sexual por uma funcionária da prefeitura??
Esse é que foi exonerado do cargo de secretário da prefeitura de feira e que responde por assédio sexual?
Gostaria de saber onde esta a versão da motorista , para demostrar a credibilidade desse veiculo de informação
Coitado dele, tenho até pena. Sempre se envolve em confusão, mas sempre inocente. Oh Deus.
Sempre usando sua profissão para desmoralizar da vitima.
Tá tudo muito bem "explicadinho". Só pergunto como o advogado vai reagir se alguém chegar à casa dele e desligar a energia. Normal?
Ícaro é um cara ridículo

Leia mais

Publicidades