Notícia

Sindicato dos Rodoviários mantém greve e o transporte urbano segue prejudicado

Prefeitura designou emergencialmente vans do sistema alternativo para atender usuários
Sindicato dos Rodoviários mantém greve e o transporte urbano segue prejudicado Sindicato dos Rodoviários mantém greve e o transporte urbano segue prejudicado

O impasse entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (SINTRAFS) e a concessionária São João segue prejudicando a mobilidade de usuários desde o início da manhã desta segunda-feira, 25. Os veículos continuam sem sair da garagem da empresa. 

Entretanto, a Prefeitura já designou que as vans do STPAC (Sistema de Transporte Público Alternativo e Complementar) assuma a operação, emergencialmente, para que a comunidade não fique desassistida nos pontos de transporte público. 

É importante frisar que decisão do SINTRAFS fere uma determinação da Justiça que proíbe a paralisação deste serviço essencial na pandemia. Milhares de pessoas estão prejudicadas com a ausência do transporte urbano impossibilitando o deslocamento tanto ao trabalho quanto aos postos de vacinação.

Desde sábado (23), o Governo Municipal, por meio da Procuradoria Geral do Município (PGM), vem tomando medidas administrativas e judiciais a fim de buscar a continuidade do serviço, bem como o ressarcimento dos eventuais danos.

A equipe da SMTT encontra-se nos locais de grande fluxo de passageiros prestando orientações.

Linhas rurais 

A vans do STPAC também foram autorizadas pelo poder público municipal a atender, em caráter emergencial, quatro linhas rurais [lote A/ Região Norte] que foram afetadas após abandono do serviço pela Empresa Rosa. 

Vale destacar que a Prefeitura notificou a concessionária para reassumir a operação das linhas: (050) São José/Praça do Tropeiro via Carro Quebrado; (052) Candeia Grossa/Praça do Tropeiro; (123) São José via Fazenda Morro/Terminal Norte e a linha (124) Santa Quitéria/Adelba/Terminal Norte são de competência da empresa Rosa, conforme edital de Feira de Santana. 

Ainda, o prefeito Colbert Filho criou uma comissão para apurar possível inadimplência da empresa Rosa em contrato de concessão. A portaria (n. 976/21) foi publicada na edição extra do Diário Oficial, no último sábado, 23.

Comentários (2)

As vans não dão conta da zona rural, imagine das outras linhas, só nas cabeças vazias que fazem essa indigestão mesmo. INFELIZMENTE quem salva o povo dessa cidade é o transporte clandestino.
Cobrar das empresas de ônibus isso a prefeitura sabe mais fiscalizar os ligeiro isso ela não faz mais devia fazer

Leia mais

Publicidades