Notícia

Nome sujo no SPC durante pandemia da covid-19 deve ser perdoado até dezembro de 2023, prevê projeto da deputada federal Dayane Pimentel

Segundo a deputada Dayane, dados apontam que 77% das famílias estão endividadas; 32,9% há mais de um ano
Nome sujo no SPC durante pandemia da covid-19 deve ser perdoado até dezembro de 2023, prevê projeto da deputada federal Dayane Pimentel Nome sujo no SPC durante pandemia da covid-19 deve ser perdoado até dezembro de 2023, prevê projeto da deputada federal Dayane Pimentel

A covid-19 trouxe ao Brasil, além de milhares de mortes, o desemprego e a acentuada queda da renda dos brasileiros. Muita gente ficou sem ter como honrar seus compromisso durante o auge da pandemia. Pensando nessas pessoas, a deputada federal Professora Dayane Pimentel (União Brasil) criou o Projeto de Lei 1559/2022, que pretende suspender, até 31 de dezembro de 2023, a negativação de pessoas que se tornaram inadimplentes durante o período de pandemia da covid.

O Projeto já tramita na Câmara dos Deputados. Para Dayane, a população precisa de um prazo com acesso ao crédito para se reerguer e se restabelecer com dignidade. "Muitos cidadãos passaram a não ter condições de colocar o pão na mesa e garantir o sustento de sua família. Assim, fica inviável neste momento pagar dívidas contraídas na pandemia. Não por irresponsabilidade, mas em decorrência de uma situação inédita e da atual situação econômica do país, a ideia é garantir um prazo para que essas pessoas se restabeleçam", justifica a parlamentar. Segundo a proposta, o pedido de suspensão dependerá da comprovação de que a dívida ocorreu durante o estado de calamidade.

Se aprovado, vai beneficiar milhões de brasileiros. Segundo o último levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 77% das famílias estão endividadas. Esse é o maior percentual de todas as edições da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, realizada desde 2010.

(Assessoria da deputada Professora Dayane Pimentel)

Comentários (0)

Leia mais

Publicidades