Notícia

Mulher motorista de aplicativo e advogado Ícaro Ivvin promovem bafafá nas redes sociais

Beatriz diz que o advogado Ícaro Ivvin estragou seu encontro em família, na sexta-feira (29)
Mulher motorista de aplicativo e advogado Ícaro Ivvin promovem bafafá nas redes sociais Mulher motorista de aplicativo e advogado Ícaro Ivvin promovem bafafá nas redes sociais

Uma motorista de aplicativo e o advogado Ícaro Ivvin, ex-procurador do Município, se desentenderam após uma corrida, e o bafafá foi parar nas redes sociais, com troca de acusações. A motorista Beatriz Vidal, em um vídeo divulgado em sua conta no Instagram, acusa Ícaro de desligar o contador de energia elétrica de sua casa e provocar constrangimento para ela.

O caso aconteceu na sexta-feira (29), quando Ícaro solicitou uma corrida por aplicativo, por volta de 19h30. Segundo a motorista, logo em seguida ao deixar o advogado, ela saiu para um encontro social em família. "Não saí com meu carro. Soube que ele foi até minha casa, sem comunicar nada ao aplicativo. Uma vizinha que viu a cena, foi até ele e perguntou o motivo dele estar ali. Ele se identificou como delegado e disse que esqueceu algo em meu carro", afirma. "Ainda por cima desligou o contador de energia elétrica, deixando a casa, que estava vazia no momento, às escuras", relata Beatriz.

Beatriz diz que entrou em contato com a Polícia Militar e se dirigiu até a residência. "Cheguei ao mesmo temtpo que a patrulha. Ele estava lá na porta da minha casa. Disse que estava tentando entrar em contato porque tinha algo que lhe pertencia dentro do meu carro. Imediatamente chamei um policial e abrimos meu carro. Verificamos que a carteira dele estava no banco traseiro do carro. Chamamos ele para pegar a carteira e verificar se estava tudo ali", conta a motorista.

"Nesse tempo, reconhecemos ele como advogado e questionamos porque ele desligou o contador e se identificou como advogado. Ele disse que desligar o contador não é crime. Acontece que na casa também mora minha avó, idosa, que, felizmente na sexta-feira, estava viajando. Poderia ter acontecido uma tragédia", acentua Beatriz. Não se sabe se ela registrou queixa na delegacia.

 

Comentários (0)

Leia mais

Publicidades