Notícia

Morte de paciente abre vaga na UTI do Hospital de Campanha, mas situação na cidade é caótica

Com mais esta morte, já são 327 óbitos em Feira de Santana, provocados pela covid
Morte de paciente abre vaga na UTI do Hospital de Campanha, mas situação na cidade é caótica Morte de paciente abre vaga na UTI do Hospital de Campanha, mas situação na cidade é caótica

A morte de mais um paciente infectado com coronavírus no Hospital de Campanha de Feira, na manhã dessa terça (22), abriu uma vaga no setor de UTI na unidade, que estava em 100% de ocupação - 327 óbitos em Feira até agora.

A informação foi do prefeito Colbert Filho, na abertura da entrevista coletiva com a imprensa, na manhã desta terça-feira. Segundo o prefeito, a situação é gravíssima em Feira, em relação a vagas específicas para tratamento de covid em hospitais públicos e privados.

 

ESCOLHA

De acordo com a infectologista Melissa Falcão, coordenadora do Comitê Gestor para Coronavírus em Feira, chegou-se ao ponto de escolher quem vai primeiro para a UTI. “Nunca pensei que isto aconteceria na rede particular também, mas é isso que está havendo em Feira”, diz.

Segundo ela, não há previsão de quando haverá redução do número de casos. Recomendou não fazer nem mesmo confraternizações em empresas.

Comentários (0)

Leia mais

Publicidades