Notícia

Lulinha quer quebrar o "porquinho da Câmara" para pagar dívidas do Shopping Popular

Segundo Lulinha, o dinheiro economizado pela atual direção da Câmara pode ser usado para pagar dívidas de permissionários do Shopping Popular
Lulinha quer quebrar o "porquinho da Câmara" para pagar dívidas do Shopping Popular Lulinha quer quebrar o "porquinho da Câmara" para pagar dívidas do Shopping Popular

O vereador Lulinha, líder do governo municipal na Câmara, fez, nesta terça (23), uma sugestão para amenizar a crise no Shopping Popular. O edil quer que a Casa destine R$ 2,4 milhões economizados pela atual direção da Câmara para amortizar dívidas dos permissionários com o Consórcio liderado pelo empresário Elias Tergilene.

O dinheiro economizado, uma espécie de "porquinho" das economias da Câmara este ano, seria usado no convênio para compra de viaturas e combustível para a Polícia Militar e Guarda Municipal. Porém, a proposta não foi adiante e, segundo Lulinha, o valor "pode ser utilizado para outros fins". 

“Poderia pegar os R$2.400.000, que seria utilizado pela Prefeitura para investimentos na cidade, e que seria devolvido em janeiro pela Câmara à Administração Municipal, para dar uma grande ajuda aos camelôs. Esse dinheiro daria pra amenizar a situação. O prefeito pode investir esse dinheiro onde quiser, portanto pode usar para isso, para resolver a situação do Shopping Popular”, disse.  

“Quer fazer CPI do Shopping Popular, pode fazer; vocês têm o direito. Eu não sou contra, mas acho que se essa Casa tem R$ 2,4 milhões que não foram usados para fazer o convênio para compra de viaturas, então que esse dinheiro possa ser usado para amenizar a situação dos ambulantes do empreendimento”, ponderou.  

(Com informações e foto: Ascom da Câmara)

Comentários (2)

No caso pegar o dinheiro economizado pra encher o bolso do Tergilene que enganou o povo juntamente com ZEROnaldo. Esse suplente de vereador não cansa de passar vergonha.
Na minha opinião deveria comprar cestas básicas para doar aos irmãos que estão precisando. Sou contra doar para pagamento de dividas dos camelôs. Quem tem que resolver esta situação séria a prefeitura municipal.

Leia mais

Publicidades