Notícia

Empresa S3 que gerenciava Hospital de Campanha apresentou nota fiscal superfaturada, acusa secretário de Saúde

De acordo com o secretário Marcelo Britto, a empresa S3 apresentou uma nota superfaturada sobre o número de pacientes atendidos no mês de setembro
Empresa S3 que gerenciava Hospital de Campanha apresentou nota fiscal superfaturada, acusa secretário de Saúde Empresa S3 que gerenciava Hospital de Campanha apresentou nota fiscal superfaturada, acusa secretário de Saúde

"A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, está rigorosamente em dia com relação a pagamentos à empresa S3. O que aconteceu é que nos apresentaram uma nota fiscal, referente ao último mês de atividades, como se o hospital estivesse lotado, o que não é verdade". A declaração é do secretário municipal de Saúde, Marcelo Britto, sobre o não-pagamento dos salários dos funcionários do Hospital de Campanha, fechado no último dia 30 de setembro.

De acordo com o secretário, a S3, empresa que gerenciava o Hospital de Campanha, foi informada pela SMS da necessidade de rever os dados contidos na nota fiscal apresentada. "Assim que reapresentarem a nota com o quantitativo correto de pacientes no período, efetuaremos o pagamentos", salienta o secretário.

Uma fonte da Prefetura informou ao Protagonista que o salário dos médicos foi efetuado em dia. O que resta é o pagamento do último mês de setembro aos demais funcionários. Uma manifestação em protesto, por parte de colaboradores, aconteceu nesta quinta (14), em frente à unidade, para cobrar o pagamento dos salários.

 

Comentários (0)

Leia mais

Publicidades