Notícia

Carlos Geílson dá espetada em Rui Costa sobre mudança de nomes de escolas estaduais

Para Carlos Geílson, a mudança dos nomes das escolas em nada contribui para a melhoria da Educação na Bahia
Carlos Geílson dá espetada em Rui Costa sobre mudança de nomes de escolas estaduais Carlos Geílson dá espetada em Rui Costa sobre mudança de nomes de escolas estaduais

O deputado Carlos Geílson (PSDB) voltou à Assembleia Legislativa com a língua afiada. O parlamentar feirense iniciou a semana espetando o governo Rui Costa (PT). Geílson criticou a mudança de nome de três escolas estaduais batizadas de ACM e Luís Eduardo Magalhães, durante sessão remota realizada na segunda-feira (28), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

 

A alteração dos nomes foi determinada através de portarias do Governo do Estado, publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) do último dia 23. As portarias foram assinadas pelo secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues.

 

Carlos Geilson demonstrou perplexidade diante da proposta de mudança dos nomes, uma que a substituição dos mesmos não traz qualquer benefício para a educação da Bahia. “Gostaria de saber, de fato, o que isso representa de positivo para a nossa educação, para o Ideb do Estado que é muito baixo”, questionou o deputado durante sessão.

 

Além de desnecessário, o deputado Carlos Geilson considerou a medida “altamente perigosa”, uma vez que abre um precedente entre as futuras administrações do Estado.

 

“Hoje o governo Rui Costa está dando as cartas comandando o estado da Bahia. Mas a partir da próxima eleição, a Bahia vai mudar de mãos. Então, quando ACM Neto sentar na cadeira de governador vai retirar os homenageados de hoje e repor os nomes de Luís Eduardo Magalhães e Antônio Carlos Magalhães, o seu avô”.

 

A medida do Governo do Estado atinge três escolas denominadas como Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães (Celem). A unidade de Malhada passará a se chamar Colégio Estadual Rosalvo Oliveira Souza, a de Boquira será denominada como Colégio Estadual de Boquira e a de Fátima, como Colégio Estadual Paulo Freire. Já no município de Várzea da Roça, o Colégio Estadual Governador Antônio Carlos Magalhães passará a ser chamado de Colégio Estadual Professora Adélia Mendes.

 

As mudanças abrangeram ainda o Colégio Estadual Coronel Jerônimo Rodrigues Ribeiro, que foi renomeado como Colégio Estadual Integração Lagoa do Pires. O nome antigo era uma homenagem a um ex-prefeito de quatro mandatos no município de Uauá, pai de Irmã Rosa Aparecida, diretora do Dispensário Santana em Feira de Santana.

(Com informações da assessoria de comunicação do deputado Carlos Geílson)

Comentários (0)

Leia mais

Publicidades